Mostrando postagens com marcador castanha de caju. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador castanha de caju. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de junho de 2019

África ocidental prioriza certificação de castanha

Castanha de caju, óleos vegetais, cimento, água e peixe são os cinco produtos prioritários que serão certificados como parte da implementação da política de qualidade da Comunidade Econômica dos Estados Africanos do Oeste (CEDEAO). A certificação deve facilitar o reconhecimento pelos consumidores na região de produtos e serviços seguros que atendam aos padrões estabelecidos.

O objetivo principal é garantir que as empresas respeitem a qualidade, porque isso as beneficiará não apenas tornando-as competitivas no mercado, mas também protegendo os consumidores e o meio ambiente.

O programa de certificação terá um custo de 12 milhões de euros financiado pela União Européia e será implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) como parte do programa do Sistema de Qualidade na África Ocidental (WAQSP).

sábado, 1 de junho de 2019

Molho vegano de castanha de caju

Sábado é dia de receita no Blog da Cajucultura! Vamos agregar valor à castanha de caju? Claro! Por isso hoje trazemos uma receita vegana do Canal Velivery:  Molho Pesto de Manjericão com Castanhas de Caju. Receita simples de um molho incrível. Mãos à obra e um bom sábado a todos!




sexta-feira, 31 de maio de 2019

Um bom exemplo a ser seguido


A Corporação para o Desenvolvimento do Caju do Estado de Kerala (KSCDC), um dos maiores produtores de castanha na Índia, abriu uma nova loja ligada à sua fábrica na Pullor, na região central  daquele estado.

Diferentes variedades de castanha de caju, juntamente com uma gama de produtos de valor agregado, estarão disponíveis a preços acessíveis. O choco kaju, o kaju lácteo, o refrigerante e o doce de caju e caju in natura estão entre os produtos atualmente em oferta. A iniciativa faz parte dos esforços para ampliar o mercado interno de produtos de caju no país.

Ao longo dos últimos anos a KSCDC lançou cerca de 18 produtos de valor agregado de castanha de caju e polpa de frutas. A corporação também recebeu o prêmio por ter lançado o maior número de produtos de valor agregado no mercado pelo segundo ano consecutivo na KAJU India 2019, uma conferência da All India Cashew Producers and Traders.

Como a corporação está comemorando o jubileu de ouro em 2019, também tem planos de ampliar sua gama de produtos e sua rede de marketing.

Um bom exemplo. Por que não aqui?

sábado, 25 de maio de 2019

Iougurte vegano de castanha de caju

Aprenda como fazer iogurte natural sem lactose com Helena Amarante, da cozinha Árvore da Vida Brasil, e veja como é simples fazer uma receita deliciosa e super prática de Nogurte vegano com castanha de de caju,  para servir num café da manhã ou num lanche da tarde.

Um bom sábado a tod@s!


quinta-feira, 1 de novembro de 2018

A moeda e a castanha gigante

A foto abaixo, enviada pelo cajucultor Normando Soares, nos mostra uma castanha colhida numa planta de cajueiro gigante em sua propriedade no município de Aracati (CE). Segundo Normando, que já pensa em clonar este material, não se trata da variedade Faga. É uma pena que a proporção entre a moeda e a castanha da foto não se reflita no preço final do produto.

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Castanha-de-caju, leite e carnaúba terão custos de produção atualizados


A partir de hoje até esta quinta-feira (25), representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estarão reunidos com agentes locais ligados às cadeias produtivas no estado do Ceará com o intuito de atualizar os pacotes tecnológicos dos custos de produção do leite, da castanha-de-caju e do pó e cera de carnaúba. O objetivo dos encontros é definir parâmetros de preços com base nas atividades e insumos mais utilizados na produção de cada cultura. A pesquisa abrange dados como mão de obra, implementos agrícolas, fertilizantes, mudas, entre outros.

No primeiro dia serão visitados os produtores de leite do município de Morada Nova, em seguida os produtores de castanha-de-caju de Pacajus. Já no dia 25 de outubro, a reunião será feita com os produtores de pó e cera de carnaúba do município de Granja.
A atualização dos pacotes tecnológicos dos custos de produção visa atender ao Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF) e à Política de Garantias de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio). Esses programas auxiliam os produtores na comercialização ao garantir um bônus que cobre a diferença entre o preço mínimo e o valor praticado na venda do seu produto (Fonte: Conab).

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Piauí: programa da ONU investe no semiárido

Na semana passada, uma equipe do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), das Nações Unidas, visitou oito cidades do interior do Piauí para avaliar os resultados do programa Viva o Semi Árido e planejar novas ações. O objetivo é diminuir os índices de extrema pobreza na zona rural do Estado. O projeto conta com US$ 40 milhões, provenientes de aportes dos países membros da ONU, sendo voltado a mulheres, jovens e comunidades quilombolas de 89 municípios do Piauí. 
 Viva o Semi Árido (Foto: Divulgação/FIDA)
Apoiados pelo Programa os moradores são incentivados a cultivar hortas, com orientações sobre quais espécies têm mais condição de resistir ao clima do semiárido. Para isso, contam com assistência para desenvolver métodos de irrigação, por meio de equipamentos de reutilização da água e construção de cisternas.
São oferecidos ainda cursos de elaboração de projetos, manejo alimentar e sanitário, gestão financeira, técnicas de cultivo de mel orgânico e de atividades pecuárias tradicionais da região. Muitos moradores começaram a participar de cooperativas que processam e vendem castanha de caju e mel. A castanha tem sido exportada para a Itália e o mel é vendido em sachês para o mercado nacional (com informações do Globo Rural).