Mostrando postagens com marcador Cajuína. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cajuína. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Tem Caju na Festa do Boi




A 57ª edição da Exposição de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Norte, a Festa do Boi 2019, um dos maiores eventos agropecuários da região Nordeste, será aberta no próximo sábado, 12/10, estendendo-se até 19 de outubro.

Com uma extensa programação, a Festa do Boi 2019 também contempla a cultura do cajueiro, com os seguintes eventos:

Dia 14/10 (Segunda-feira)
9h às 12h - Auditório - Palestra: Cajucultura - Adubação e Poda - Raimundo Nonato Martins (Embrapa Agroindústria Tropical)

Dia 15/10 (Terça-feira)
13h30 às 16h  - Cozinha Oficina: Beneficiamento do Caju: Cajuína - Antônio Calixto (Embrapa Agroindústria Tropical)

Todas as atividades acontecerão no Centro de Treinamento do Senar/RN, no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, na Grande Natal.

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Ainda sobre a cajuína africana


Repercutindo entre os leitores do Blog a postagem "Cajuína made in África". Destaco aqui dois comentários bem interessantes.

Para Fábio Paiva, pesquisador da Embrapa e grande conhecedor da cajucultura africana, "o consumo do pedúnculo do caju, que sempre foi um diferencial da cajucultura brasileira, está conquistando novos espaços em diversas formas como sucos, bebidas fermentadas e até destiladas além do consumo in natura. Na África, Índia, Vietnam, Tailândia e Malásia a fabricação de produtos do pedúnculo já é uma realidade. Pouco a pouco esses produtos conquistam espaço no mercado e disso ninguém duvida".

Ainda sobre o assunto, o cajucultor e produtor de cajuína piauiense Josenildo Lacerda  acredita que "essa expansão será muito rápida, especialmente no mercado chinês, pelas inúmeras qualidades alimentares da cajuína". Josenildo acrescenta que em âmbito nacional "precisamos desenvolver o mercado, que ainda é incipiente. Enquanto estamos beirando a casa dos 100 litros per capita de refrigerante por ano, todos os sucos juntos, não chegam a 3 litros".


quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Cajuína made in África


A receita da nossa brasileiríssima cajuína cruzou o Oceano Atlântico e já é produzida em alguns países africanos, como a Guiné Bissau e a Costa do Marfim. A informação é do amigo Fábio Paiva, que esteve recentemente em Bissau. Na foto, as marcas Emicor, Anura e Lunibra são fabricadas na Guiné Bissau, enquanto a Zena (primeira à esquerda) é produzida na Costa do Marfim.

Embora ainda não tenham uma forte tradição no consumo do caju e seus derivados, os africanos aos poucos começam a descobrir os sabores e o potencial que tem o pedúnculo de agregar valor a esta cadeia produtiva.

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Curso de produção de cajuína


Para quem tem interesse em aprender a produzir cajuína, um dos grandes mestres no assunto no Piauí, Lenildo de Lima e Silva, ministrará um  "Curso de Produção de Cajuína" nos dias 29 e 30 de agosto, no horário de 8h00 às 12h00 e 14h00 às 18h00.  

Para inscrição os interessados devem se dirigir ao Sebrae, em Teresina (PI), na Avenida Campos Sales, 1046 (Centro). O valor da inscrição é de R$ 80,00.

Endereço do local onde sera ministrado o curso: Avenida Nações Unidas, 1714, Bairro Macaúba, em Teresina.

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Cajuína e refrigerante de caju


É comum a confusão entre "cajuína' e "refrigerante de caju". Qual é a diferença? A cajuína é o suco de caju puro clarificado e caramelizado, não gaseificado. O refrigerante de caju é um produto gaseificado, composto por água, açúcar, aroma imitação, aditivos químicos e, no mínimo, 5% de suco de caju.

Particularmente, prefiro a tradicional cajuína.

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Registro da marca Cajuína

Direto do túnel do tempo, documento histórico (abaixo), de 2 de março de 1922, no qual Rodolpho Teophilo solicita o registro da marca "Cajuina" na Junta Commercial do Ceará. 

Agradeço ao amigo Genésio Vasconcelos (Embrapa) pelo envio desta raridade.


domingo, 24 de março de 2019

Manual de fabricação de cajuína

Bom dia seguidores do Blog da Cajucultura. Neste domingo trazemos mais uma publicação técnica para o cajucultor enriquecer a sua biblioteca. Trata-se do Manual de Fabricação da Cajuína, publicado pela Embrapa com o objetivo de atender à demanda de pequenos e médios produtores de caju na elaboração simplificada desta tradicional bebida na região Nordeste, cujo consumo tem se expandido para outras regiões do país. 

Clique aqui para baixar o manual e um bom domingo a todos!

terça-feira, 30 de outubro de 2018

1ª cajuína orgânica em lata é case de sucesso do IV Workshop Nichos de Mercado


Nos dias 7 e 8 de novembro será realizado em Fortaleza o IV Workshop Nichos de Mercado para o Setor Agroindustrial, no SEBRAE Fortaleza. Durante o evento, a empresa NatVita terá lugar de destaque como case de sucesso com a 1ª cajuína orgânica em lata. Excelente oportunidade para conhecer o portfólio com mais de 50 ativos da Embrapa que serão apresentados na Rodada de Negócios. Mais informações sobre o evento: https: //www.embrapa.br/workshop-nichos-de-mercado-2018. As inscrições são gratuitas. Local: Sebrae de Fortaleza (CE), situado à Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema.

Derivados do caju: a força da agricultura familiar

Impressionante a variedade de marcas de produtos derivados do caju. É parar em qualquer restaurante à margem de uma estrada no interior do Nordeste, especialmente do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, para observar a diversidade de rótulos, embalagens, produtos e cores, à maioria oriundos da agricultura familiar. Nas fotos abaixo, alguns exemplos de cajuína, aguardente de caju e paçoquinha. As fotos foram feitas num restaurante próximo à cidade de Pindoretama (CE).
Cajuína
Aguardente

Paçoquinha