Mostrando postagens com marcador Safra 2019. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Safra 2019. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Safra de castanha de caju 2019


A previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2019, com base em dados divulgados pelo IBGE em 13/11/2019, é de 133.946 toneladas. Em relação a igual período de 2018 os números apontam para uma queda de 5,3 %.  A área colhida está estimada em 427.130 hectares. 

O Instituto Caju Brasil compilou os dados dos principais estados produtores na tabela abaixo.

Unidade da Federação
Área colhida (hectare)
Produção (tonelada)
Ceará
270.421
78.021
Piauí
69.387
25.068
Rio Grande do Norte
  51.534
17.132
Bahia
15.000
3.000
Maranhão
12.426
4.026
Pernambuco
2.889
4.400
Fonte: Instituto Caju Brasil, a partir de dados do IBGE (2019).

Em relação a igual período do ano passado, o Ceará apresenta uma queda de produção de 6%, o Piauí de 0,4%, o Rio Grande do Norte de 6,2% e o Maranhão de 29,8%.  O quadro ainda poderá sofrer mudanças, visto que o atual levantamento refere-se ao mês de outubro, restando, portanto, mais dois levantamentos para fechar o ano. 

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Início da safra de castanha em Moçambique


A safra de castanha de caju em Moçambique (mapa) está iniciando, ainda de forma lenta, em Cabo Delgado, região norte do país. O Incaju, instituto regulador do setor da cajucultura naquele país, prevê uma produção de 148 000 toneladas de castanha. Deste total, a indústria processadora de castanha moçambicana pretende absorver mais de 80 000 toneladas.

Este ano, devido ao prolongamento da estação chuvosa, a floração e frutificação foram mais tardias na maior parte das áreas de produção. A expectativa é a de que o pico de produção ocorra em meados de novembro. Segundo o Incaju, os preços pagos ao produtor em Cabo Delgado neste início de safra são surpreendentemente altos, variando entre 0,48 a 0,80 USD/kg).

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Safra de castanha 2019 tem queda de 13,4%




A previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2019, com base em dados divulgados pelo IBGE em 10/10/2019, é de 122.433 toneladas. Em relação à safra passada os números apontam para uma queda de 13,4 %.  A área colhida está estimada em 428.040 hectares. 

O Blog da Cajucultura compilou os dados dos principais estados produtores na tabela abaixo.

Unidade da Federação
Área colhida (hectare)
Produção (tonelada)
Ceará
271.479
66.367
Piauí
69.387
25.068
Rio Grande do Norte
51.386
17.129
Bahia
15.000
3.000
Maranhão
12.426
4.170
Pernambuco
2.889
4.400

Em relação à safra anterior, o Ceará apresenta uma queda de produção de 20,1%, o Piauí de 0,4%, o Rio Grande do Norte de 6,2% e o Maranhão de 29,8%.  O quadro ainda poderá sofrer mudanças, visto que o atual levantamento refere-se ao mês de setembro, restando, portanto, mais três levantamentos para fechar o ano. Destaque para a alta produtividade do estado de Pernambuco (1.523 quilos/hectare).

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Castanha: IBGE prevê safra 13,2% menor que em 2018



O IBGE divulgou nesta terça-feira, 10/9, o 8º Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), referente ao mês de agosto. A produção brasileira de castanha de caju para 2019 é estimada em 122.662 toneladas (13,2% menor que a safra de 2018), a serem colhidas numa área de 428.162 hectares.

O Blog da Cajucultura, com base nos dados do IBGE, compilou na tabela abaixo as estimativas referentes aos principais estados brasileiros produtores de castanha de caju. Vale lembrar que estes números são preliminares, referindo-se ao mês de agosto do corrente ano. Como sabemos, o pico da safra no Ceará, maior produtor, ocorre nos quatro últimos meses do ano.


Estado
Produção (toneladas)
Ceará
66.323
Piauí
25.068
R. G. Norte
17.419
Pernambuco
4.400
Maranhão
4.170
Bahia
3.000


terça-feira, 16 de julho de 2019

Safra 2019 de castanha de caju



O IBGE divulgou na última quinta-feira, 11/7, o 6º Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), referente ao mês de junho. O Blog da Cajucultura compilou na tabela abaixo os resultados referentes aos principais estados brasileiros produtores de castanha de caju. 

Estado
Produção (toneladas)
Ceará
65.172
Piauí
24.702
R. G. Norte
16.588
Pernambuco
4.421
Maranhão
4.200
Bahia
3.000

A produção de castanha de caju para o corrente ano no Brasil é estimada em 120.555 toneladas, a serem colhidas numa área de 428.483 hectares. Sempre é bom lembrar que esta estimativa de produção de castanha ainda é bastante preliminar, referindo-se ao mês de junho do corrente ano. O pico da safra no Ceará, maior produtor, ocorre no segundo semestre do ano.


segunda-feira, 8 de julho de 2019

Nigéria produz 260 mil t de castanha em 2019

A produção de castanha de caju da Nigéria chegou a 260 mil toneladas na presente safra, segundo a Associação Nacional do Caju da Nigéria (NCAN). Em 2011 aquele país produziu apenas 90 mil toneladas.

A Nigéria é classificada como a quarta maior produtora de castanhas de caju na África e a sétima em nível mundial, com a maior parte de suas castanhas de caju in natura exportadas para o Vietnã e a Índia.

A NCAN, com mais de 40 mil associados, tem envidado esforços para que o governo nigeriano destine fundos e crie programas para aumentar a produção de castanha de caju. O esforço parece  estar dando certo.




quinta-feira, 20 de junho de 2019

Castanha: produção nacional não atende a demanda

Divulgamos ontem neste Blog os dados do IBGE referentes ao sexto Levantamento Sistemático da Produção Agrícola em relação à castanha de caju. Os números são pífios e mostram uma tendência de queda, mesmo considerando que poderão mudar a partir de agosto. De qualquer modo repetem o que se tem visto nos anos anteriores. Em 2007 a produção nacional foi de 140 mil toneladas. Para 2019 a previsão é de 120 mil.

Os reflexos destes números nas exportações de amêndoa de castanha de caju (ver gráfico) feitas pelo Brasil de 2006 a 2018 (dados da Statista) são visíveis, com um declínio acentuado nos últimos 11 onze anos. De mais de 50 mil toneladas de amêndoas de castanha de caju exportadas em 2007, o Brasil exportou pouco mais de 12 mil toneladas em 2018. As importações de castanha da África, de certo modo, evitaram uma queda maior. Em 2017 o Brasil importou cerca de 15 mil toneladas de castanha para suprir a indústria local.

Resumo da história: a produção nacional de castanha não dá conta de atender a demanda internacional e ao mercado interno (crescente e de tamanho desconhecido).

 ,

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Safra de castanha 2019: tendência de queda



O IBGE divulgou no último dia 11/6 os dados referentes ao sexto Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. O Blog da Cajucultura compilou os dados referentes à castanha de caju dos seis estados brasileiros maiores produtores (ver tabela abaixo).  

Em termos de Brasil a previsão é de uma produção de 120.399 toneladas, com uma área plantada de 438.083 hectares. Chama atenção os valores referentes aos estados da Bahia, Pernambuco e Maranhão quando se confrontam produção versus área plantada. 

Em relação aos meses anteriores, os números praticamente permanecem inalterados, com o Brasil respondendo por apenas 3,2% da produção mundial de castanha estimada para 2019. 
    

Estado
Produção (toneladas)
Área plantada (ha)
Ceará
65 172
276 549
Piauí
24 769
69 423
R.G. Norte
16 317
50 956
Pernambuco
4 421
2 914
Maranhão
4 200
12 407
Bahia
3 000
20 000

Fonte: dados compilados pelo Blog da Cajucultura.

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Safra de castanha de caju 2019

O IBGE divulgou ontem a quarta estimativa de safra de castanha de caju para 2019, tendo como base o mês de abril. A estimativa da produção nacional é de 120,4 mil toneladas de castanha, representando uma alta de 5,2% em relação a março. 

No Ceará, maior produtor (53,8% do total), a produção foi reavaliada com 6,7% de crescimento, em decorrência do rendimento médio que cresceu nesse mesmo valor. Outros importantes produtores de castanha-de-caju são Piauí, com 24,7 mil toneladas (20,5% do total nacional) e Rio Grande do Norte, com 16,8 mil toneladas (13,9% do total). Pernambuco reavaliou suas estimativas este mês, prevendo alta de 70,4%, devido ao aumento da produtividade e efeito das chuvas que favoreceram o desenvolvimento das plantas. 

Em relação a 2018, a produção de castanha-de-caju caiu 14,8%. A área plantada (439,0 mil hectares) diminuiu em 4,6% e o rendimento médio (280 kg/ha) caiu em 12,8%. No Ceará, a produção em 2019 teve queda de 21,9% em relação a 2018. Importante lembrar que estes números ainda são bastante preliminares, visto que a safra no Ceará e Rio Grande do Norte ocorre no segundo semestre do ano.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Safra de castanha 2019

Veja no vídeo abaixo os meus comentários sobre as primeiras estimativas feitas pelo IBGE sobre a safra de castanha de caju de 2019 para os principais estados produtores no Brasil. Siga o Canal da Cajucultura no YouTube, deixe os seus comentários e sugestões sobre temas para os próximos vídeos.


domingo, 17 de fevereiro de 2019

Safra 2019: cajueiro anão larga na frente

Não percam na próxima quarta-feira, 20, no Canal da Cajucultura, no YouTube, minha análise sobre o primeiro levantamento feito pelo IBGE para o ano de 2019, referente à produção brasileira de castanha de caju. Em apenas quatro minutos fique por dentro das primeiras estimativas, por estado, para o corrente ano. 

Inscreva-se no Canal da Cajucultura e tenha acesso às últimas novidades do mundo da cajucultura.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A vitória do anão sobre o gigante

Ouça no player abaixo os meus comentários sobre o primeiro Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE para o Estado do Ceará em 2019, com foco nas produções de castanha estimadas para o cajueiro anão e o cajueiro gigante.

Na próxima quarta-feira, 20/2, apresentaremos uma análise sobre os números deste primeiro levantamento, englobando as estimativas referentes aos seis estados maiores produtores de castanha de caju no Brasil.