Mostrando postagens com marcador Picos (PI). Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Picos (PI). Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

BNB lança Prodeter Cajucultura em Picos (PI)


O Banco do Nordeste lançou, nessa quinta-feira (19), em Picos (PI) por meio de seu Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), o Plano de Ação Territorial da Cajucultura de Picos. A iniciativa objetiva oferecer crédito, bem como diversas outras ações voltadas para o fortalecimento da atividade no Território Vale do Guaribas, composto por sete municípios: Alagoinha do Piauí, Campo Grande do Piauí, Dom Expedito Lopes, Francisco Santos, Monsenhor Hipólito, Picos, além de Santo Antônio de Lisboa.

O Plano de Ação beneficiará, inicialmente, 105 produtores, com incorporação de inovações tecnológicas e participação dos agentes econômicos locais no processo de desenvolvimento (foto: Ranilson Noberto).

Com um grande número de produtores, o lançamento ocorreu no auditório da Associação Comercial e Industrial da Grande Picos (Fonte:Josélia Fortes/Imprensa/Banco do Nordeste).

terça-feira, 9 de abril de 2019

Agregação de valor: Picos (PI) dá exemplo no caju

Produção de bebida mista
Um dos grandes desafios desde sempre na cajucultura é agregar valor à matéria prima. Os integrantes do Sindicato Rural de Picos estão bem conscientes disso. Tanto é que demandaram junto ao Serviço de Aprendizagem Rural  do Piauí um "Curso para fabricação de aguardente de caju". 

Ministrado por Silvia Viana de Almeida (Senar - PI) , com formação em química industrial, o curso foi um sucesso e  ocorreu durante a 6ª edição do "Picos Fest Berro", com término nesta segunda-feira, 8/4. O evento foi realizado em um pequeno alambique (foto), equipamento utilizado por Silvia em oficinas promovidas em feiras. 



Aspectos do alambique
É bom ressaltar que já circula na região de Picos um destilado de caju, criado por Lenildo Lima em 2007. Em conversa com o Blog da Cajucultura, Silvia Almeida disse que "aposta na ideia e entende que tem tudo pra dar certo. A bebida teve uma aceitação muito boa por quem provou. O que falta agora é avaliar os custos para ver a competitividade do produto frente a aguardente de cana de açúcar". Ainda segundo Silvia, "os cajucultores buscam novas alternativas além da já tradicional cajuína e dos diversos tipos de doces". 

Excelente iniciativa e um bom exemplo a ser seguido por outras regiões produtoras. No Ceará temos o exemplo do cajucultor Sebastião Ribeiro Gomes, de Ocara, com a marca 'Cajuí".

O Blog agradece a colaboração da agrônoma Elizângela Pereira, da Adapi de Picos, pelas fotos e intermediação dos contatos.

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Vida longa às abelhas

Sem polinizadores a agricultura não existiria. Infelizmente a maioria das pessoas não se dá conta disso. No caso do cajueiro, as abelhas exercem um papel importante na sua polinização.

Desse modo, toda iniciativa no sentido de conscientizar a população sobre a importância da preservação do ambiente apícola é sempre bem-vinda. Um bom exemplo disso é o evento que a Secretaria de Desenvolvimento Rural e a Câmara Setorial de Apicultura do Piauí promoverão em Picos (PI), de 8 a 12 de abril: "Semana de Educação Ambiental e Fiscalização do Ambiente Apícola" (ver convite).

Lembrando mais uma vez: sem abelhas não existe alimento.