Mostrando postagens com marcador Safra 2018. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Safra 2018. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Costa do Marfim: cresce processamento de castanha

Alguns números da Costa do Marfim (área verde no mapa), referentes à safra de castanha de caju de 2018:

Produção: 761.000 toneladas de castanha de caju in natura;
Exportações: 650.150 toneladas (Índia: 204.509 toneladas / Vietnã: 430.577 toneladas);
Processamento local: 69.000 toneladas;
Armazenado pelo Conselho do Algodão e do Caju: 10.000 toneladas.

Apesar dos números, o ano de 2018 não foi um ano fácil em termos globais para os exportadores de castanha in natura. Vários contratos não foram respeitados, produtos abandonados no mar ou em portos de chegada, exigência de redução de preços a partir do montante dos contratos assinados, para citar alguns. Para lidar com estas dificuldades recorrentes, a Índia e a Costa do Marfim estabeleceram uma Comissão conjunta para gerir todos os casos de litígios comerciais.

A Costa do Marfim processou 69.000 toneladas de castanhas in natura em 2018. Embora este volume seja muito baixo, representa uma crescimento de 53% em relação a 2017. A Costa do Marfim é agora o quarto maior processador mundial de castanha de caju, atrás da Índia, Vietnã e Brasil. Este progresso é o resultado de um forte apoio do Governo visando o desenvolvimento de uma sólida indústria local de processamento de castanha.