sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Costa do Marfim: Great Quest compra a INC

Até 2021, a expectativa é de que a amêndoa de castanha de caju represente 29% do total do mercado mundial de nozes. De olho nesse mercado, a Great Quest Fertilizer Ltd., com sede em Vancouver, anunciou a compra da  Ivory Coast Cashew Nut Corporation ou INC, como é mais conhecida na Costa do Marfim.
A Quest concordou em pagar US $ 3,0 milhões e assumir uma dívida de US $ 9,0 milhões para controlar 80% da INC, com os outros 20% mantidos por um parceiro local (um experiente trader de produtos agrícolas).
O principal ativo da INC é uma fábrica com capacidade de processar 12.000 toneladas de castanha por ano, recentemente concluída perto de Abidjan, a capital da Costa do Marfim. Espera-se que a planta comece a processar em março de 2019, que é o início da safra do caju.
Juntamente com a fábrica, a Great Quest terá  4.500 metros quadrados de espaço de armazenamento em seis hectares de terra situada no corredor industrial de Azagui, à 44 km do porto de Abidjan.
Além disso, a planta possui um plano de conversão da casca da castanha em carvão vegetal para o mercado local.
A Costa do Marfim é um dos principais exportadores de castanha in natura, com menos de 6% das castanhas processadas no país. O país tem como objetivo aumentar o processamento doméstico, incluindo um incentivo fiscal até 2030, e A INC também se beneficiará de uma isenção dos EUA até 2025.
Com o anúncio da compra, as ações da Great Quest  tiveram um ganho de 23,8% na quarta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário