segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Cajueiro anão ultrapassa o gigante na produção de castanha no Ceará

Estudo publicado pelo BNB/Etene, de autoria de Fátima Vidal, assinala que dentre os maiores produtores de caju da Região, o Ceará, aparentemente, foi o onde ocorreu o menor percentual de mortes de plantas de cajueiro entre 2011 e 2016, pois apresentou a menor redução de área com 26 mil hectares. Porém, a perda da área total com cajueiro no Estado não é muito maior porque parte do cajueiral perdido vem sendo substituído por novos plantios de cajueiro anão precoce. Enquanto a área com cajueiro comum foi reduzida quase que continuamente entre 2012 e 2017, totalizando quase 66 mil hectares a menos nesse período, a área com cajueiro anão teve um incremento de 31 mil hectares, chegando a 101.191 hectares em 2017. Em 2012, o cajueiro comum ocupava 82,0% da área cultivada com a cultura no Ceará; em 2017, esse percentual caiu para 70,0%. Devido o incremento da área plantada e da maior produtividade, o cajueiro anão no Ceará já produz um volume de castanha superior ao cajueiro comum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário